Santos e ícones Católicos

Você está em: Santos e Ícones . História de Santos . Santa Juliana

Origens

Juliana nasceu em Ratinne, na Bélgica no ano de 1193. Ficou órfã muito cedo e foi morar em Monte Cornillon, com as irmãs Agostinianas. Com 14 anos de idade fez os votos e se tornou uma Irmã agostiniana. Era fervorosa devota do Santíssimo Sacramento e não ficava sem participar da santa missa.

Visões de Santa Juliana

Em suas orações diárias, Santa Juliana começou a ter a estranha visão da lua cheia com um corte preto no seu centro. Por mais de dois anos teve essa visão sem entender o seu significado. Fez então um pedido ardoroso a Jesus no Santíssimo Sacramento: que fosse concedido a ela saber o que significava aquilo. Foi, então, que ela obteve a seguinte resposta:

"A lua representava a igreja com suas festas, e a faixa preta significava a falta de solenidade por que passava a igreja."

E Jesus concluiu dizendo:

"Quero que seja criada uma festa especial em honra ao Sacramento do meu corpo e do meu sangue."

Dificuldades

Santa Juliana comunicou sua visão a Dom Roberto de Thorote, Bispo de Liege, e ao Bispo Dominicano Jaques de Pantaleón, que se tornou o Papa Urbano IV. Dom Roberto até instituiu um dia especial para que fosse comemorado o dia do Santíssimo Sacramento, mas faleceu antes de ver cumprido o seu pedido. Como havia uma forte corrente de bispos e padres contra esta festa, ela não se realizou, e Santa Juliana foi transferida para um distante mosteiro na cidade de Namur.

Início da celebração da festa

Conhecendo Santa Juliana, o Cardeal Cher, resolveu instituir uma celebração de Corpus Cristi na igreja de São Martinho, em Liege. O Cardeal criou então um rito especial, que é seguido até os dias de hoje. Mas Santa Juliana não conseguiu ver a celebração, porque morreu no dia 10 de junho de 1258.

Milagre na morte de Santa Juliana

Santa Juliana ficou muito doente do estômago. Não conseguia nem beber água e, durante algum tempo, agonizou, mas sempre em oração, nunca perdendo a confiança em Jesus Sacramentado. No dia de sua morte, pediu ao padre que colocasse uma hóstia consagrada sobre seu peito, pois ela não conseguia engolir nada, e milagrosamente a Hóstia desapareceu.

Santa Juliana falou então: "Meu doce Jesus", e morreu.

Quando as irmãs foram preparar o corpo de Santa Juliana para o enterro, viram como que uma tatuagem da Hóstia Santa sobre o seu peito, na altura do coração, com a cruz de Jesus Cristo no centro dela. Com alegria vendo este milagre, as irmãs mandaram colocar do lado esquerdo de seu Escapulário a imagem da Hóstia Santa, que carregam até os dias de hoje.

Dia do Santíssimo Sacramento

O Papa Urbano IV, sabendo da morte de Santa Juliana e conhecendo suas visões, pois na época em que ainda era o Bispo Jaques de Pantaleon, Santa Juliana lhe contou suas visões e o fato de que Jesus Cristo pedia a instituição de uma festa em honra ao seu Sacratíssimo Corpo e sangue, o Papa instituiu então o dia de Corpus Cristi, através da Bula Papal Transiturus, marcando o dia para a quinta-feira após a oitava de Pentecostes.

Hino de Santo Tomás de Aquino

Santo Thomas de Aquino, a pedido do Papa, criou o famoso hino "Tantum Ergo", (Tão Sublime Sacramento) em honra ao santíssimo Sacramento. Desde então, em todo o mundo, este hino é cantado nas procissões Eucarísticas e nas Bênçãos do Santíssimo Sacramento. Tudo isso deve-se à inspiração que Deus deu a Santa Juliana. O Papa Clemente XII Canonizou Santa Juliana no ano de 1737. Sua festa é celebrada no dia 10 de junho.

Oração a Santa Juliana

"Ó gloriosa Santa Juliana, estamos diante de vossos pés com confiança filial de sermos exaltados. Nós vos pedimos as graças dos três amores celestiais, pelos quais, fostes de Deus a favorita, em vossa carreira mortal: O Ardente amor a Jesus Eucarístico. O amor a Virgem das Dores, e o amor aos pobres pecadores. Sois exemplo de virgindade, penitência, dedicação, amor ao próximo e de assistência aos mais necessitados. Concedei-nos por seus merecimentos, a graça de sempre termos em nossa vida uma incessante comunhão com Jesus Sacramentado, e com a Rainha das Dores, e que também possamos oferecer um sacrifício a Deus salvando almas que vivem longe Dele. Dai-nos vossa intercessão, e pelos méritos de Jesus e Maria, junto dos quais estais no Céu, sejais nossa potente advogada, e doce protetora, a fim de alcançarmos a pátria celeste. Santa Juliana rogai, por nós. Amém."

Veja alguns produtos de Santa Juliana